Projeto De Lata em Lata

segunda-feira, Dezembro 5, 2016
Segundo dados estatísticos, cada brasileiro produz, em média, 1kg de lixo por dia, gerando uma média de 64 milhões de toneladas anuais, as quais nem sempre vão para os lixões das cidades. O reaproveitamento de resíduos sólidos é, cada vez mais, uma necessidade para a manutenção dos ecossistemas, e a qualidade de vida nos centros urbanos é influenciada diretamente pela sua correta gestão. Por isso é importante que pessoas e empresas busquem fazer a gestão de seus resíduos dentro do possível. Logo, a Martins & Sobrinhos, realizou em 2016 seu novo projeto ambiental, trabalhando com a reciclagem e com a questão social de forma integrada, propondo um concurso para coleta de latas de alumínio para serem vendidas e terem todo o valor revertido para entidades carentes.
 
O Projeto intitulado "De Lata em Lata" foi lançado em 15 de Outubro, dia em que se comemora o Consumo Consciente, e foi encerrado no dia 09 de Novembro. Nessa competição interna as lojas se dividiram em equipes para vender materiais de alumínio, podendo ser alumínio em geral: latinhas de bebidas, extrato de tomate, panela, etc. A média do valor de venda desse material custou em torno de R$2,00 o quilo.
 
A equipe que vendeu e trouxe a maior quantidade de comprovantes de venda com o valor maior teve como prêmio de incentivo uma folga, sendo que o grupo 1º colocado ganhou dois dias e o grupo 2º colocado ganhou um dia. Os grupos tinham que ter colaboradores de todos os departamentos, para incentivar a interação e comunicação entre os colaboradores. Além disso, cada grupo precisava de um líder e de um nome e se tratando do nome a criatividade das equipes foi ímpar: Solidarielata, Os Vira Latas, Latamon, Os Papa Latas, Ousadia e Alegria, Os Cachaceiros, Bebe e Passa a Lata, Eu Quero Folga, Lata Velha Mundo Novo e Latinhas S.A. A criatividade dos grupos também foi pontuada e desse critério saíram várias ações positivas, como vários vídeos internos de divulgação, vídeos sobre reaproveitamento de latas, parcerias com a comunidade e empresas locais, anúncio em canais de televisão, chapéu, blusa e árvore de natal feita de lata, palestras em escolas, mutirão para limpar a cidade.
 
Enfim, a competição motivou ações que refletiram em muitos benefícios para a sociedade. Mas o benefício maior foi o volume de alumínio retirado das ruas das cidades de Rio Verde, Jataí e Montividiu: foram 1756,75 quilos arrecadados, ou seja, foram quase duas toneladas, que resultaram em R$4.461,06 que serão doados a entidades carentes indicadas pelos colaboradores. Em breve a doação dos valores será realizada. Por ter sido a 1ª edição do projeto, o resultado alcançado foi 12 vezes superior a proposta mínima apresentada em seu começo.
 
A Martins & Sobrinhos agradece seus colaboradores e comunidade pelo engajamento e compromisso em ajudar o meio ambiente e nossa comunidade.
 


Share